Avanços de ações estratégicas e de diagnóstico marcam o mês de julho na Câmara Temática da Indústria de São Leopoldo

Ao longo do mês de julho, quatro reuniões de Grupos de Trabalho (GTs) deram continuidade às atividades da Câmara Temática da Indústria de São Leopoldo. Nos encontros, foram debatidas comunicação, educação e atratividade. A partir desses três temas centrais, devem ser estruturadas as próximas ações do projeto. Entre os assuntos discutidos, figuraram o mapeamento da especialização do setor industrial, os avanços nas ferramentas de comunicação e a construção do diagnóstico educacional e de formação profissional.

Avanços na comunicação

Novos itens da estratégia comunicacional do projeto foram definidos. Entre eles, a forma como será realizada a divulgação dos materiais relacionados à Câmara Temática nas redes sociais das entidades que integram a Comissão Executiva da iniciativa. Ficou acordado que a divulgação das ações terá acompanhamento mensal da assessoria de comunicação de cada entidade ou instituição, com edição da Agência Experimental de Comunicação (Agexcom) da Unisinos. Caso haja necessidade, perfis próprios da Câmara Temática poderão ser criados em um segundo momento.

Junto a isso, um site específico para a iniciativa está sendo desenvolvido pela Agexcom. Um vídeo teaser de apresentação da iniciativa, com depoimentos dos representantes dos setores que integram o grupo, está em fase final de produção e será divulgado em breve.

Diagnóstico para a educação e a formação profissional

Os integrantes do GT de Educação estão focados em traçar um diagnóstico sobre a educação e a formação profissional da região. O objetivo do estudo é entender os pontos cruciais para a qualificação do ensino técnico e a busca por futuros trabalhadores para a indústria.

No último encontro, integrantes do GT salientaram a importância de mapear o motivo pelo qual muitos jovens com formação técnica têm optado por ocupações profissionais fora da indústria. Foram debatidos ainda os seguintes tópicos: ferramentas necessárias para qualificação, causas da evasão escolar e perfil dos desempregados. Com o diagnóstico formado, espera-se obter mais subsídios para um melhor planejamento da educação e da formação profissional da região, fortalecendo, assim, a formação do trabalhador do futuro.

Representantes da rede de educação do município, do ensino estadual, das escolas técnicas, da unidade IFSul – Campus Sapucaia do Sul, do SESI e da Escola Mesquita (Porto Alegre) estiveram presentes na reunião. Eles apresentaram as respectivas realidades, os perfis dos estudantes, as limitações e os desafios dentro das instituições.

Atratividade aponta potências locais

Uma das apresentações realizadas no GT de Atratividade indicou os índices de especialização de São Leopoldo – com destaque para a fabricação de máquinas-ferramenta e de equipamentos bélicos pesados, armas de fogo e munições. A variação positiva desses dois setores é destaque não apenas no município, como também nas análises que consideram os cenários estadual e nacional. A pesquisa ainda indica uma alta concentração de empregos nessas áreas na cidade – por esse motivo, será realizada uma busca de dados junto às empresas do setor no próximo período.

A boa capacidade de retomada das atividades no período pós-Covid-19, com grande parcela dos empregos alocados no setor industrial, foi enfatizada pelo grupo. Da mesma forma, teve destaque o crescimento orgânico da indústria, que não sofreu impactos negativos durante a pandemia; pelo contrário, garantiu geração de empregos no setor nos últimos dois anos.

Sobre a Câmara Temática da Indústria

Instituída por meio do decreto nº 10.017 da Prefeitura de São Leopoldo em dezembro de 2021, a iniciativa visa recuperar e revitalizar o setor industrial de São Leopoldo. Além da Prefeitura, a Câmara Temática da Indústria é composta pela Câmara de Vereadores, 15 sindicatos da Indústria e dos Trabalhadores de São Leopoldo, Novo Hamburgo e região, ACIST-SL, FTMRS, CNM-CUT, Unisinos, IFSul – Campus Sapucaia do Sul, Escola Técnica Estadual Frederico Guilherme Schmidt, Escola Técnica Mesquita, SENAI, SESI e SEBRAE, além de outros atores que participam de forma eventual.

Foto: Assessoria STIMMMESL

Compartilhe nas redes sociais!